02 novembro, 2013

Fanfic - Só sabem julgar pela aparência. (Once Upon a Time)





   Limpava sua biblioteca enquanto ele tratava de seus negócios com as outras pessoas do meu vilarejo e de toda a floresta encantada. Eu observava, ao tirar a poeira, cada livro maravilhoso que ele tinha, e nunca se atreveu a ler. E a cada titulo, eu retirava o livro e o folheava e marcava de uma forma discreta os que eu pegaria para ler.
   A porta do castelo abriu e rapidamente se fechou, mostrando que ele havia chegado de seus compromissos. O barulho foi tao alto que me assustei, fazendo a escada balançar e eu me desequilibrar e por mais que eu tentasse me agarrar a estante, ela estava úmida do pano molhado e eu só senti o frio na minha barriga enquanto caia, e  fechei os meus olhos para não ver nada.
Senti quando cai nos braços dele. Braços ásperos e frios cobertos por uma capa. Abri os olhos para encarar os olhos extremamente castanhos dele, que era uma das únicas coisas que pareciam humanas sobre aquele que todos se referiam como  "O Senhor das Trevas" e ainda me deixava com calafrios.


Mas apesar de que os olhos eram os únicos restos humanos fisicamente nele, eu conseguia ver que alem de maldoso e egoísta e com uma pele de jacaré, eu sentia algo nele, algo com boas intenções. Um bom coração. 
Eu sei que ele já teve um filho, mas tenho medo de perguntar. Mas imagino se, o filho teria sido a base para ele ter se tornado o que se tornou.

Mas ele era justo, de certa forma. Todos os tratos que todas as pessoas fizeram com ele, ele cumpriu. Exigiu um preço mas cumpriu. E quando as pessoas não cumpriam os tratos, eu achava certo elas serem punidas. Não do jeito violento e grave que ele faz as vezes. Mas elas merecem algo por não ter cumprido. 

- Não vai morrer para não limpar mais, vai?
Rumplestiltskin disse com certa ironia.
- Me assustei com sua entrada. Obrigada por me segurar.
Eu disse me levantando, ajeitando meu avental azul e meus cabelos ruivos.
- Acho que a biblioteca já esta bem por hoje, Belle. Venha, venha se sentar comigo por um estante na sala de jantar.
Ele estendeu as mãos secas para mim, que sem hesitar, segurei-as e sorri. Ele poderia ser gentil, de certa forma. Me pergunto porque as pessoas não conseguem ver isto nele. 
Estas pessoas só sabem julgar a aparência, quando na verdade, o que importa e o interior. E se você explorar, vai ver o bom ate naqueles que você menos imagina.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo