20 fevereiro, 2014

Resenha: Anjo Mecanico

Oi galera! Quase uma semana sem postar ne? Mas é que eu estou em semana de provas e esta bem complicado meu tempo. Mas a boa noticia é que finalmente eu terminei Anjo Mecânico que eu fiquei duas semanas empacada com ele, mas não levem pro lado negativo... eu adorei o livro!

Tessa Gray tem um anjinho mecânico pendurado no pescoço
um presente de família do qual nunca se separa. O tique-taque do pingente faz com que ela se sinta segura junto a lembrança dos pais que já morreram.  Mal sabe Tessa, que esse barulhinho muito em breve vai se tornar o odioso som de um exercito comandado pelas forças do Submundo. Com os Caçadores de Sombras e seu recem-descoberto poder sobrenatural, ela enfrentara uma guerra mortal entre os Nephilim e as maquinas do Magistrado, o novo comandante das trevas na Londres vitoriana. 



   Anjo Mecânico é o primeiro da trilogia das Peças Infernais, da Cassandra Clare, e se passa no mesmo mundo de Os Instrumentos Mortais (serie de livros da mesma autora) mas em um tempo remoto, no seculo XIX.  E ao invés de se passar em Nova York como os Instrumentos Mortais, passa-se na Londres Vitoriana, um lugar que eu sempre quis ter vontade de conhecer e mesmo não tendo mais essa chance a Londres atual é um lugar que eu quero conhecer rsrs.

  E aqui vamos conhecer a Tessa, que é uma garota de dezesseis anos que mora com a tia em Nova York e quando a tia morre, Tessa recebe uma carta do irmão dizendo para Tessa ir para Londres para morar com ele, que era a unica família que restava para Tessa.



Chegando la, ela é sequestrada pelas irmas sombrias que fazem ela descobrir um poder que ela não sabia ter e a mantem presa dizendo que seu irmão esta como refém. Logo Tessa é salva por Will, um Caçador de Sombras que a leva para o instituto de Londres onde ela conhece vários personagens que vão fazer parte da historia e se prepara para o que esta por vir.

O grande vilão da historia, de novo, fui surpreendida pela Cassandra quanto a sua identidade que desde o começo o chamamos de Magistrado. O livro mostra uma grande melhora na escrita da Cassandra, que como sempre, em cada livro ela melhora mais e mais. Eu estou lendo os livros na ordem de publicação porque como já ouvi dizer temos um certo bônus quando lemos nessa ordem os livros. 



Em Anjo Mecânico, percebemos sobrenomes e nomes de pessoas, lugares e objetos que aparecem em Os Instrumentos Mortais, as vezes com mais, as vezes com menos importância na historia. E é tao legal você ler algo em Anjo Mecânico e relacionar com os Instrumentos Mortais que Ah! Super legal! Para quem não leu nessa ordem e não sabe do que eu to falando não tem como expressar mas quem entende sabe do que eu to falando e desculpa se isso ficou confuso. 

Anjo Mecânico é muito mais mistério do que ação como Cidade dos Ossos e os outros dos Instrumentos Mortais tem e eu não duvido que os outros dois livros da trilogia também sejam mais de mistério pois estamos em um tempo mais remoto, mas não deixa de ser divertido ou é muito parado por causa disso.

Foto: Blog Our Sweet Place

Sobre os personagens, primeiramente temos a Tessa que no começo eu não estava gostando muito dela, achava ela muito inocente e ingenua e eu senti a falta da coragem da que a Clary tinha, de como ela era destemida e teimosa, mas uma semelhança entre a Clary e a Tessa é que ambas são muito determinadas e focadas naquilo que querem. E depois eu comecei a gostar da Tessa porque a verdade é que eu não estou muito acostumada a como eram as pessoas naquela época e as mulheres principalmente eram daquele jeito e a Tessa me conquistou aos poucos. Apesar de eu gostar mais da Clary, eu me relacionei bastante com a Tessa e eu acho que todos aqui vão se relacionar bastante com ela e com o Will, pois ambos amam ler.

O Will é o bad boy da historia, grosso, sarcástico e com um passado misterioso. Não é segredo para ninguém que  eu já me apaixonei por ele logo de cara né? Apesar de eu ser mil vezes Jace, eu adorei o Will e muitos já devem estar pensando que no triangulo amoroso eu sou Team Will, mas não, porque eu não me decidi ainda, porque o Jem que eu já vou falar dele, é incrível. 

Jem, o outro lado do triangulo amoroso, é o melhor amigo de Will e é tudo que Will não é, bondoso e agradável de se estar por perto. Doce ao falar, isso torna tudo muito difícil para escolhermos de que lado ficar, sem falar que Jem também tem um passado misterioso. Como eu amo ele!


Eu só vou falar deles que são os principais mas nos encontramos com outros personagens super legais ao longo da historia. 

Cassandra nos surpreende muito como sempre com os finais dos livros dela.

Apesar de Will outros personagens serem cheios de sarcasmo, não me peguei rindo de gargalhar alto como as tiradas do Jace e da Clary me faziam rir. 


Vish! Essa resenha esta ficando muito grande! Me empolguei! rsrs.

Bom então eu vou ficar por aqui, foi isso espero que tenham gostado da resenha pessoal e eu super recomendo este livro. Nota 10/10!

Beijos.
Tchau!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo