28 maio, 2014

(RESENHA) Maze Runner - Correr ou Morrer

Oi galera, tudo bem com vocês?

Bom, e se você perdesse suas memórias, parasse em um lugar desconhecido e corresse grande perigo. Essa é a história de Maze Runner - Correr ou Morrer, do James Dashner, que eu vou resenhar hoje. Espero que gostem.


Ao acordar em um elevador escuro a única coisa que Thomas consegue lembrar é o seu nome.
Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho.
Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam á Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como eles foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs, as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar - chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo.
Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr, correr muito.


Mais uma série distópica! yay! Seguido do fato que esse é um dos meus gêneros favoritos hoje em dia.
Porém, é uma distopia bem diferente do que eu estou acostumada... Jogos Vorazes, Divergente... tudo mais ou menos bem padronizado como uma revolução, mas aqui é bem mais escuro. Literalmente.



É bem diferente, e me lembra muito um videogame ou tipo um matrix... mesmo não tendo nada a ver, mas me lembra... não me perguntem porquê, mas acho que é porquê realmente é tudo no escuro. E é muito frenético e cheio de ação. Nunca para gente! É incrível e é muito bom.



Sobre os personagens, eu adorei a maioria dos garotos! Os que eu não gostei é o que normalmente foi feito para não gostarmos mesmo, mas é tudo tão bem construído que você cria uma imagem bem decidida do personagem. 



O meu favorito de longe é o Newt! Eu o amo, ele é simplesmente incrível que por mais de ele ser legal e virar amigo do Thomas, ele dá uns puxões de orelha no Thomas que eu acho super incrível porquê, de fato, o Thomas ele quer ser aquele cara que se destaca, como se ele fosse especial, e não só o Newt mas todos os outros dão uns alertas no Thomas tipo "você acabou de chegar aqui cara, você não sabe do que você está falando". E isso é incrível e novo, porquê normalmente é o novato que se destaca. E aqui não. Aqui, o novato é o novato.



Tudo muda quando uma garota é entregue e ela traz uma mensagem. Mas isso nem muda muito, porquê apesar da mensagem que ela trás, eles estão presos em um lugar sem nenhum contato com quem mandou essa mensagem, então tudo continua ao normal - mas não fica parado, porquê várias dicas vão surgindo e você vai ligando tudo uma coisa com a outra. E ainda assim, tem muita ação.



Eu gosto muito também do Thomas, apesar de ele ter seu jeito convencido no começo, querendo mudar tudo, mas com o passar do tempo ele vai mesmo me conquistando e eu adorei ele no final. 



Minho e Chuck também são incríveis, mas não me apeguei muito com eles.

Teresa, acho que foi um ponto negativo é que o James Dashner não fez com que ela aparecesse tanto nesse livro, e por consequência ela não teve a chance de ter sido bem explorada como os outros personagens foram, mas espero saber mais sobre ela nos outros três que vão vir.




O romance também é algo negativo nesse livro, porquê não foi bem trabalhado, ao meu ver, o livro nem precisaria de romance. Mas já que colocou, poderia trabalhar um pouco melhor nele.



Achei interessante o James Dashner ter criado gírias entre os garotos, foi bem criativo.

Enfim, não recomendo para todos não. Quem gosta de drama, romance, garotas, este livro não é para você. Não leia que você não vai gostar. Mas se você for como eu e amar suspense, ação, mistério, distopia, escuridão... leia leia leia! Garanto que não vai se arrepender.


O filme já vai estrear este ano em setembro, estrelando Dylan O' Brien! :O! Pelo trailer está bem fiel, e vai ser muito bom.


Foi essa resenha galera. Espero que tenham gostado, e até a próxima!
Tchau.



3 comentários:

  1. Eu preciso ler The Maze Runner, necessidade vital, mesmo. Com esse lance de adaptação cinematográfica e a edição linda da editora nacional, só não consegui terminar/começar o livro, porque o começo anda lentamente até chegar ao desenvolvimento que atraiu tantos fãs! Mas quem sabe eu não leio ele em breve?
    Blog Leitura Assidua ♥

    ResponderExcluir
  2. OMG quero muitooooooooooo ler este livro, e ainda mais agora que tera filme, até setembro TENHO que colocar em dia esta leitura ^^

    Adorei a resenha

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  3. Esse livro é bemmm fora da minha zona de conforto. Como você colocou ali, sou das que gostam de romance e livros mais nesse estilo, mas o trailer do filme e o que tenho lido sobre ele me deixaram bem empolgada pra ler. Arrisquei e já tenho ele, só to esperando ficar perto do lançamento do filme para ler.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo