03 outubro, 2014

Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira

Oi galera!!!!
Depois de sei lá quantos meses sem postar aqui no blog, (sim, eu estou viva - desculpem o sumiço), eu voltei!!!

I'm Back Bitches!

Bom, eu nem vou dar desculpas pelo meu sumiço. Provas, preguiça, livros viciantes, música, vida e outras coisas então chega de enrolação, o importante é que eu estou aqui para fazer uma resenha de um livro muito amorzinho para vocês. Sem mais delongas, Cartas de Amor aos Mortos de Ava Dellaira - clap clap clap!


TUDO COMEÇA COM UMA TAREFA DE ESCOLA:
escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel  está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, AmyWinehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Amelia Earheart, Elizabeth Bishop...apesar de ela jamais entregá-las para a professora. Nessas cartas, ela analisa a historia de cada uma dessas personagens e tenta desvendar os mistérios que envolvem a suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre a sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: Um garoto misterioso chamado Sky.
Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar a May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era - encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um - é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.




Quem quer adivinhar o motivo que eu comprei esse livro? Uma dica: Ele está morto!

Sim, eu comprei esse livro porque eu li a palavra Kurt Cobain (que é só um dos meus maiores ídolos da face da terra) e acho que por isso que eu me fascinei muito com a personagem da May, afinal, ela também idolatra o Kurt.

É engraçado como podemos nos fascinar e nos identificar muito com personagens que estão mortos durante o livro inteiro não é?! Sim, a May está morta e relaxem! Isso não é um spoiler.

                                                                     foto da Michas Borges

Acontece que o verdadeiro motivo de Laurel ter se mudado de escola, é porque ela queria um recomeço - não queria que as pessoas ficassem apontando e comentando que ela era irmã da garota morta, no seu antigo colégio, e não queria também que pessoas que ela nem conhecia fossem ter pena dela. Quem quer isso? Recomeço, por favor!

Eu gostei bastante de todos os personagens, mas de longe meus favoritos foram a Hanna, Sky e May. Apesar de eu ter me apaixonado inteiramente por Laurel, eu me identifiquei muito com ela, apesar de ter momentos em que nossos pensamentos voavam um para leste e outro para oeste, mas aí eu me conectava com outro e a história fluía... é tudo tão maravilhoso e cativante. Bom trabalho nisso, Ava Dellaira!



Fatos negativos também ocorreram nessa primeira obra da autora, entretanto. O fato é, Laurel esta escrevendo para os mortos e ela começa a narrar sua vida para celebridades como se elas fossem ligar para a sua vida (gente, eu posso estar soando meio dura e grossa agora, mas falando sério... imaginem a cara do Kurt ouvindo a história da vida de uma garotinha de quinze anos que fala em como o garoto misterioso a cativa?) e além disso, ela começa escrever para aquela celebridade e narra tudo que aquela celebridade já fez (como se ela não soubesse o que ela própria havia feito)  e as vezes até define o que o tal morto estaria pensando (virou Edward Cullen e lê mentes agora?!) então eu achei essas coisas um lado negativo... apesar de ser legal, para artistas que você não conhece, você se informar bastante sobre eles. É realmente um prato cheio e você acaba o livro e quer sair pesquisando mais e mais sobre eles, ouvir Janis Joplin, Nirvana e etc...

                                                                      créditos na foto

Outro ponto negativo que vou indicar aqui é que e de cara, boca e cheia, MUITO INSPIRADO que podemos dizer que é até uma versão feminina, de As Vantagens de Ser Invisível. Gente, sério. Eu amei o livro, mas não. Isso não.

Só para vocês terem uma ideia: assim como Charlie, Laurel é introvertida, tímida, wallflower e observa ao invés de participar. Assim como Charlie, ela toma iniciativa e vai falar com duas pessoas que se tornam seus amigos e a introduzem para a vida dos adolescentes "Sexo, drogas e rock n' roll" não é?! Assim como Charlie, Laurel perdeu alguém (apesar de Charlie ter perdido duas pessoas mas isso não vem ao caso...) e assim como Charlie, Laurel tem um motivo para ser do jeito que ela é. 




E sério, não estou entregando nenhum spoiler aqui, mas quando você lé o final de Cartas de Amor aos Mortos você fala "não, isso é copiado!" e demora um pouco até você se render e dizer que de fato, foi só uma inspiração.

Acontece que, o final, a explicação para Laurel ser do jeito que ela é,  não precisava! Gente, eu tenho uma irmã e eu sou muito ligada a ela, e se eu a perdesse eu provavelmente ficaria que nem Laurel ficou (liguei chorando para minha irmã quando eu terminei o livro) ou seja, existem pessoas assim por natureza. Não tem que ter uma explicação para o jeito que ela é. Ficou forçado, copiado e desnecessário. Não precisava. Poderia cortar aquele elemento da história e só iria melhora-la ainda mais.



Mas por fim, é um livro viciante e cativante. Não me prendeu no começo, confesso que só quando Laurel começa a falar com o Sky que eu comecei a devorar o livro de pedacinho em pedacinho.

O romance eu achei também superficial. Lindo... mas superficial. É só que, Laurel nem tinha trocado uma palavra com Sky e já gostava dele. Os dois se apaixonam rápido demais, já estão no "eu te amo e meu mundo vai desabar se eu não ficar com você" e lenga lenga que não existe na vida real! Gente! Pelo amor de deus!! 

Apesar disso, eu gostei. Eu a-m-e-i o Sky.

Alameda Literária

Apesar de eu ter amado esse livro, As Vantagens de Ser Invisível ainda continua meu queridinho. Cartas de Amor aos Mortos vai ganhar 3 estrelas.  Mas eu amo o livro, tem sua mensagem bonita e é bem legal... só achei suas diversas falhas... também, foi o primeiro trabalho da Ava Dellaira.

É isso galera,
beijos e até a próxima!
Tchau!

4 comentários:

  1. Oi, Emy! Eu também dei uma sumida do Livro Apaixonado, mas já estou de volta, espero você lá! Logo que a Seguinte lançou esse livro, eu fiquei curiosa, a capa é maravilhosa e a sinopse me deixou ainda mais curiosa. Espero lê-lo em breve. Beijos!

    http://livro-apaixonado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Todos os livros tem seus defeitos, principalmente os primeiros dos autores, mas é assim mesmo. Os autores tem que erra, para depois acertar. Estou muito curiosa para ler este livro, mas ele vai ficar para depois.

    http://refugiorustico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

  3. Olá linda tudo bem com vc?
    Estou passando aqui para ver as novidades e dizer que após ler sua resenha tenho que confessar que achei bastante interessante a história abordada por vc, mas olha eu nunca tive muito interesse de ler esse livro e até hoje não o comprei. Mas mesmo assim eu ainda quero conferir um dia para ver se eu irei gostar.

    Fico feliz que tenha gostado do livro e olha, eu simplesmente adorei as fotos que vc tirou. Ficaram lindas =]


    Olha querida, passando mesmo aqui para dar uma olhadinha, porque estou fazendo uma limpeza na minha lista de blogs parceiros e como eu vi que vc ainda utiliza o meu banner do I LOVE MY BOOKS, eu gostaria de dizer que se vc quiser mudar o LINK-ME fique a vontade para pegar ok? Beijinhos

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá! Gostei da resenha. Nem sempre o livro é perfeito mas mesmo assim acho que é uma boa leitura para este ano;)

    Boas leituras!;)

    http://somaisum-livro.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo