11 março, 2016

Caixa de Pássaros, Josh Malerman


NÃO ABRA OS OLHOS

Romance de estreia de Josh Malerman, “Caixa de Pássaros” é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.

Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.


AUTOR: JOSH MARLEMAN
EDITORA: INTRINSECA
NOTA: 4/5



O que você diria que é seu maior medo? Altura, cobras, escuro, baratas, palhaços? Qualquer que seja o seu medo, você tem medo porque você o e sabe o quão horrível este é. Mas imagine-se assim: você é aterrorizado por algo que você não faz a mínima ideia do que é.



Esta é a premissa do livro. Caixa de Pássaros traz em seu enredo um mundo próximo ao apocalipse. Algo está acontecendo:

PESSOAS ESTÃO FICANDO LOUCAS COM ALGO QUE ELAS VÊEM NAS RUAS.


Narrada em terceira pessoa, e em dois tempos diferentes, a história tem como protagonista Malorie. 

No passado, Malorie acaba de se descobrir grávida e está morando com sua irmã enquanto os ataques começam a acontecer nos cantos mais distantes do mundo. Histórias de pessoas que tem um surto de loucura e acabam por enterrar seus filhos vivos, matar um amigo próximo, e até se matar de uma maneira estrondosa. Mas não é só até eles começarem a se agravar e chegarem aos Estados Unidos que Malorie - uma das cínicas - começa a se preocupar. As pessoas estão tampando as janelas de suas casas, abandonando seus deveres, trancando-se em quatro paredes e aterrorizadas sobre o que pode estar nas ruas que enlouquece a todos que enxergam.



No presente, quatro anos depois, Malorie está com seus dois filhos, maravilhosamente bem treinados de audição, em uma casa isolada. Sabemos que uma tragédia aconteceu ali, mas vamos descobrir isso pelo desenrolar da narrativa do passado. Todos estão isolados. Ninguém sabe se tem outras pessoas na mesma rua, carros estão abandonados no meio da rua e lojas estão destruídas. É possível que a destruição da raça-humana esteja próxima. Malorie está cansada disso tudo, e uma estranha neblina envolve os arredores da casa fazendo-a tomar um ato impulsivo de tirar sua família dali para ir para um lugar seguro.


Agora, vendados, Malorie e seus filhos tem que atravessar o riacho em uma canoa, com os ouvidos atentos pelos barulhos que estão por vir. E pior de tudo, parece que alguém está os seguindo.


Este livro é extremamente agoniante. 50% da narrativa nós estamos no escuro, pelos olhos de Malorie, só sabendo dos barulhos mas nenhuma descrição de onde ela está. Imagine sua vida inteira. Imagine-se atravessando a rua da frente da sua casa de olhos vendados. Difícil, não é?Agora imagine-se levando sua vida inteira assim.


E isso é o que faz o livro ser tão bom.

Uma coisa excelente é que ao desenrolar da história, a medida que nos encontramos com personagens que fazem parte do Passado de Malorie, descobrimos suas personalidades... não existe bonzinhos e malzinhos. São pessoas aterrorizadas e sem saber direito o que fazer, com seus defeitos e qualidades. Vemos diferentes jeios de se reagir a praga que vem assombrando o planeta.


Sua narrativa é em terceira pessoa e no presente. Isso me fez ter uma pequena dificuldade de engolir o livro no inicio, mas no instante em que eu engatei na história eu não quis largá-la. Fácil de ler, flui levemente e viciante, com altas descrições nos fazendo ter calafrios.


BLOG: MAIS QUE  LIVROS

Caixa de Pássaros é um suspense psicológico. Não espere tripas, montros e sangues porque você irá se arrepender. Tem coisas um pouco pesadas sim (quando se descreve um surto, por exemplo) mas não é nenhum Jogos Mortais. É muito mais sobre os calafrios que sobrem sua espinha, que te fazem largar os olhos das páginas e virar para trás para ver se tem alguém ali.

BLOG:  ALEM DO LIVRO

Acho incrível o jogo que ele fez com o título do livro. Tem uma breve explicação sobre aquilo, mas é sobre a associação com tal coisa que é o que importa. Como todos ali estão enjaulados, presos em suas casas, sem poder sair para o mundo real como um pássaro em uma gaiola.


O motivo de eu dar 4/5 é algo que não pode ser comentado, pois seria um spoiler. O que eu posso dizer é que eu tenho um pesado problema de curiosidade, o que me deixa saciada por respostas e o mínimo importa. Qualquer coisinha em aberto me incomoda, e por ser um suspense, logicamente vai ter essas coisas. Mas eu não gostei, mesmo que a história tenha sido excelente. Era algo que eu fui me matando entre as páginas para descobrir, e no final não se foi revelado. Não vou falar o que é, relaxem.

BLOG: LITERATURA PESSOAL.

Caixa de Pássaros não é para qualquer um. Mas se você é alguém que ama thrillers, leia. E totalmente recomendo para alguém que quer começar a se aventurar nesse mundo - assim como eu. (Quero ressaltar que eu sou uma fanática de filmes de suspenses e terror, e agora com livros também!)


Até a próxima!
Tchau!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo